Comissão do MEC recomenda Centro Universitário da FSG

A Faculdade da Serra Gaúcha – FSG recebeu aprovação da Comissão do Ministério da Educação para ser transformada em Centro Universitário. De acordo com o relatório, a FSG atende a todos os requisitos para se tornar Centro Universitário e obteve conceito final 4 (sobre nota máxima 5), considerado muito bom.

Os três avaliadores, que visitaram a Instituição entre 7 e 11 de abril, analisaram mais de 120 itens em todos os setores da FSG, distribuídos em cinco eixos: Infraestrutura Física, Desenvolvimento Institucional, Políticas de Gestão, Políticas Acadêmicas e Planejamento Institucional.

Agora, o relatório será enviado pela Comissão Avaliadora ao Conselho Nacional de Educação. A FSG aguarda para os próximos meses a publicação no Diário Oficial da União da autorização para transformação em Centro Universitário da Serra Gaúcha, processo iniciado em 2013.

O Superintendente e Reitor da FSG, Prof. Adriano Pistore, salienta os excelentes resultados atestados pelos avaliadores do Ministério da Educação.

– A Comissão do MEC que avaliou o processo de transformação da FSG para ser o Centro Universitário da Serra Gaúcha pôde comprovar, com fortes evidências, que já apresentamos todas as características de um contexto universitário, de pesquisa, extensão, ensino de qualidade e inserção regional. Os avaliadores relataram que, além de termos uma excelente estrutura física, conseguimos consolidar um modelo de ensino inovador, aliado a uma gestão administrativa e acadêmica de excelência. Mas o mais importante foi o reconhecimento que, de fato, desenvolvemos em nosso aluno um conjunto de conhecimento, habilidades e atitudes que valoriza sua autonomia e favorece o desenvolvimento econômico da nossa região.

Infraestrutura Física

As instalações físicas da FSG obtiveram conceito 4.4 sobre nota máxima 5 e foram consideradas excelentes pela Comissão. De acordo com o relatório, as salas de aula receberam nota máxima por serem de excelência quanto à sua infraestrutura e condições materiais.

Outro destaque deste eixo foram os Laboratórios da Instituição, que também obtiveram nota máxima e, segundo o documento, atendem de forma excelente às necessidades dos estudantes. Os avaliadores destacaram a perfeita estrutura das Clínicas Odontológicas, do Instituto Integrado de Saúde, dos laboratórios de Anatomia, do Núcleo de Práticas Jurídicas, dos laboratórios técnicos, dos laboratórios de Informática e dos laboratórios de Engenharias.

clínica odontologia

Também receberam nota máxima ou muito boa as instalações de atendimento aos alunos, instalações administrativas, estrutura e espaços da Biblioteca, salas dos professores, da Comissão Própria de Avaliação, bem como dos auditórios (Auditório Principal Prédio F e Sala de Conferências do Prédio G).

Desenvolvimento Institucional

As práticas de extensão da FSG são grande destaque da avaliação da Comissão do MEC. O relatório enfatiza as mais de 30 práticas, atividades e programas com forte e consistente inserção social da FSG nas áreas da educação, da saúde, da administração, da contabilidade, da assistência jurídica, da cultura, do desporto, do meio ambiente, entre outras.

Isso demonstra como a FSG está inserida e envolvida com a comunidade de Caxias do Sul e da região. Os avaliadores entendem que a extensão é, sem dúvida, o pilar institucional mais representativo na identificação do perfil da FSG.

ações comunidade

Também foi muito bem avaliado neste eixo o perfil do egresso da FSG e, de acordo com a avaliação, a Instituição exercita esse perfil durante a formação do aluno, por meio de práticas de sala de aula e laboratórios, estágios, atividades de extensão, diagnóstico e pesquisa. Nesta dimensão também foram muito bem avaliadas a inclusão social e internacionalização da instituição.

Políticas de Gestão

Uma gestão democrática, participativa e descentralizada garantiu nota máxima à FSG neste quesito. De acordo com os avaliadores, essas políticas priorizam a autonomia e a representatividade dos órgãos e colegiados, a participação de todos os segmentos da comunidade acadêmica e da sociedade civil.

Outro item considerado muito bom pelos avaliadores é a sustentabilidade financeira da FSG. Conforme o relatório, os quadros demonstrativos e as fontes de recursos asseguram uma base sólida e garantem muito bem o atendimento das demandas de investimentos para a atualização, ampliação e modernização de equipamentos, da infraestrutura e das atividades decorrentes do ensino, da pesquisa, da extensão e da gestão da FSG.

investimento infra

Neste eixo também foram destaques o investimento na formação e capacitação dos professores e dos funcionários, o desempenho do registro acadêmico, além da coerência dos planos de carreira.

Políticas Acadêmicas

As políticas voltadas para a extensão receberam nota máxima e, conforme relato dos avaliadores, em uma análise sistêmica e global, é possível verificar que as ações de extensão da FSG estão excelentemente articuladas e implantadas, haja vista a quantidade de atividades de extensão realizadas no formato de programas, projetos, cursos, eventos e prestação de serviços.

_HER5050BAIXA

Também foram destaques neste eixo as Atividades Práticas Supervisionadas – APS, as políticas de incentivo à pesquisa e iniciação científica, de formação em especializações e mestrado, de estímulo à difusão do conhecimento, de comunicação interna e externa bem como as políticas gerais de ensino da FSG e os programas de atendimento ao estudante.

Planejamento e Avaliação Institucional

A evolução institucional da FSG nos últimos anos assegurou nota máxima à Instituição neste quesito. De acordo com os avaliadores, houve uma expansão significativa dos cursos e dos serviços, do quadro de professores e funcionários, do acervo bibliográfico, de novos laboratórios e da infraestrutura geral. Há evidência da evolução na qualificação e titulação do corpo docente em todas as esferas. Também os processos de planejamento e avaliação institucional da FSG foram considerados dinâmicos e participativos.

BIBLIOTECABAIXA

O AVALIE – Avaliação Institucional da FSG também recebeu conceito máximo na avaliação da Comissão do MEC. Segundo o relatório, o instrumento está implantado de forma excelente para atender às necessidades e seus resultados são comprovadamente convertidos em ações de gestão acadêmica e melhoria institucional.