Engenharia de Produção: o que é e o que faz?

O curso de Engenharia de Produção lida com a interação de homens, materiais, equipamentos e processos, encarando-os como recursos para a realização da atividade produtiva. Ao iniciar a carreira no mercado de trabalho para engenharia de produção, em geral, o profissional recém-formado vai para a indústria trabalhar com qualidade, processos de fabricação ou PCP (planejamento e controle da produção). Uma empresa contrata engenheiro de produção também para atuar na área de finanças e pesquisa. Além dessas oportunidades, têm os casos em que os profissionais abrem o próprio negócio.

 engenharia ambiental

A Engenharia de Produção surge no momento em que o trabalhador, além de criar e produzir o produto passa a se preocupar em organizar, mecanizar e aperfeiçoar a sua produção, deixando-a assim mais lucrativa. A Revolução Industrial iniciada no século XVIII trouxe consigo as máquinas e consequentemente a dificuldade em se gerenciar os processos de produção. Com o tempo, grandes nomes como Frederick Winslow Taylor e Henry Ford deixaram suas marcas na história, ao inspirarem diversos sistemas de produção, dentre eles o Sistema Fordista e o Sistema Toyota de Produção.

Mercado de trabalho para engenharia de produção e concorrência

O Engenheiro de Produção é indispensável em uma organização que tenha como objetivos aumentar a sua produtividade, tanto quantitativa quanto qualitativa. Ao unir conhecimentos de administração, economia e engenharia para desenvolver o trabalho, aprimorar técnicas de produção e controlar as atividades financeiras, logísticas e comerciais das empresas, acaba por se tornar um profissional completo e único.

eng_producao300px

O perfil multidisciplinar deste engenheiro, que une a matemática e a lógica para encarar problemas de maneira global, abre um leque muito grande de oportunidades de trabalho, uma vez que compreende todo o processo produtivo. Essas características dão margem para o surgimento de vagas não apenas na indústria, mas também em empresas prestadoras de serviço, lojas de varejo, área de turismo, finanças, telecomunicação, saúde, entre outras.

O mercado de trabalho para engenharia de produção muitas vezes coloca profissionais de áreas completamente distantes para competir pela mesma vaga. Mesmo não possuindo a mesma formação técnica que os Engenheiros de Produção, alguns Administradores e Engenheiros Mecânicos, por exemplo, se tornam concorrentes diretos. Logo, o Engenheiro de Produção deve estar sempre atento às necessidades e oportunidades do mercado, além da sua própria formação, já que pode atuar em todos os segmentos do mercado de trabalho.

Contudo, ao considerar o estado atual de compressão do mercado de engenharia no Brasil, o mercado de Engenharia de Produção é sem sombra de dúvida o que mais lucra. Estes profissionais vêm obtendo boas colocações no mercado especialmente em função do seu perfil, que coincide com o que se está exigindo nos dias de hoje: sólida formação científica e visão geral suficiente para encarar os problemas de modo global.

Além do mercado clássico formado por sociedades industriais, altamente instáveis e condicionadas à estabilidade econômica, uma série de esferas passaram a procurar estes profissionais, tais como empresas e organizações focadas em finanças, telecomunicações e informática. O dinamismo e seu alto crescimento marcam estes setores que têm crescido mesmo quando a economia como um todo tem se estagnado, tornando-as extremamente promissoras em um futuro próximo.

A ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção) disponibiliza constantemente oportunidades de emprego em todo o território brasileiro para as diversas áreas relacionadas à Engenharia de Produção.  A associação ainda anuncia vagas de estágio, promovendo assim a Engenharia de Produção no país.

Engenharia de produção: o perfil do profissional

construção civil

O engenheiro de produção deve ter características como: espírito empreendedor, comprometimento, saber trabalhar em equipe, gostar de estudar além de ter uma postura global, que o ajudará a evoluir na carreira.O profissional formado deve estar sempre em busca de novos cursos de especialização e aperfeiçoamento. Dar sequência aos estudos, seja através de um mestrado ou doutorado, é fundamental para ganhar credibilidade no mercado de trabalho.

Para o Engenheiro de Produção ter sucesso em sua carreira, é indispensável que ele seja empreendedor e comprometido com os resultados da empresa. Saber trabalhar em conjunto e manter-se sempre atualizado as novas tendências são atitudes que propiciam o surgimentos de novas oportunidades além, claro, de auxiliar no crescimento na carreira.


0 Comentários

Sem Comentários

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este artigo.

deixar Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *