Estudantes da FSG visitam termelétrica de Charqueadas

A termelétrica de Charqueadas-RS foi o destino de uma visita técnica de estudantes da FSG. Uma turma da disciplina de Climatologia, do Curso de Engenharia Ambiental, e de Emissões Atmosféricas, do Curso de Gestão Ambiental, estiveram na usina durante a última semana. A ideia é valorizar uma das bases do ensino pregado na FSG: aliar teoria e prática.

A unidade visitada iniciou suas atividades em 1962, sendo uma das pioneiras no Brasil. Por meio da queima do carvão mineral, extraído na cidade de Butiá, a usina tem capacidade instalada de 36MW. De acordo com a empresa que administra a termelétrica, esta é considerada a mais eficiente no que se refere ao monitoramento ambiental e à eficiência de remoção de material particulado gerado a partir da queima de carvão.

Os estudantes puderam conhecer a matriz energética, suas vantagens e desvantagens, os procedimentos e equipamentos necessários para o monitoramento ambiental e o funcionamento deste mercado de trabalho. Futura engenheira ambiental, Gabriela Cavion comentou a atividade:

– A visita agregou conhecimento sobre a geração de energia a partir da combustão de carvão, bem como sobre o tratamento de seus respectivos poluentes. Isso nos deixa ainda mais motivados para o exercício da profissão – ressalta.

Cuidado com o meio ambiente

Os cursos de Engenharia Ambiental e de Gestão Ambiental trabalham a relação entre o homem e o meio ambiente. Cada vez mais necessários à sociedade, esses profissionais são capacitados para buscar a melhor forma de desenvolvimento.

O gestor ambiental garante a sustentabilidade e o uso racional dos recursos, estudando também fundamentos de Administração. O engenheiro ambiental é preparado para resolver problemas do meio ambiente, em busca de um progresso sustentável, com o embasamento das disciplinas das engenharias.