FSG oferece Terapia Ocupacional Aquática para crianças com autismo ou distúrbios neurológicos

A FSG possui diversos serviços de atendimento na área da Saúde, voltados à comunidade regional. Um dos mais importantes é a Terapia Ocupacional Aquática para crianças de até 12 anos com autismo ou distúrbios neurológicos. A atividade, que tem como objetivo promover benefícios relacionados a aspectos motores, é desenvolvida por estudantes e professores do Curso de Terapia Ocupacional.

De acordo com a coordenadora do curso, Profa. Claudia Colar Scolari, a terapia é pioneira em Caxias do Sul, relativamente nova e realizada em poucas cidades brasileiras.

– Possibilita um tratamento eficaz na busca pelo desenvolvimento de quem possui autismo ou alterações neurológicas, já que o ambiente aquático favorece experiências que intensificam as capacidades psicológicas, sensoriais, emocionais, orgânicas e sociais.

Supervisora do projeto, a professora Carolina Py de Castro reforça que a intervenção é recente na área de reabilitação.

– Por ter diversas propriedades diferentes do solo, a água consegue trabalhar e estimular diversas aquisições de habilidades, promovendo um desenvolvimento global do indivíduo de maneira muito prazerosa.

Benefícios da terapia

Os principais benefícios da terapia aquática estão relacionados a melhoras em aspectos motores e comportamentais como:

  • coordenação motora global, ampla e fina
  • movimentos funcionais
  • aspectos cognitivos como atenção, concentração e raciocínio
  • integração sensorial geral
  • redução da agitação, ansiedade e agressividade
  • redução da tensão muscular global

As sessões também incluem simulação de atividade da rotina diária e uso de materiais e brinquedos diversos como bonecas, bolas, flutuadores de piscina, entre outros.

terapia_aquatica600px

Participação dos estudantes

O programa de Terapia Aquática integra o curso da FSG desde 2014, e o projeto de extensão conta hoje com a participação de duas bolsistas e uma voluntária, e o estágio curricular, com a atuação de sete estagiárias.

A acadêmica Graziela Dalegrave Vettorazzi cursa o estágio neste semestre e credita extrema importância à experiência. Ela conta que a vivência gera crescimento e já despertou um interesse que a levou a participar de um curso de aprofundamento sobre o tema em São Paulo, junto com colegas da FSG.

– Indo além da teoria, o contato com o paciente na prática permite ampliar o campo visual, perceber coisas que não se tinha noção, além de acompanhar os benefícios proporcionados.

Os atendimentos de 45 minutos ocorrem na Piscina Terapêutica da instituição (Prédio C, na Rua Os Dezoito do Forte, 2366), nas segundas (das 17h às 19h) e quartas-feiras (8h às 10h45), ao custo de R$ 30 por sessão. Os agendamentos são realizados no Instituto Integrado de Saúde da FSG por meio do telefone 54 3022 8400, ou ainda pelo e-mail institutointegradodesaude@fsg.br.