Nossos alunos de Direito aprendem na prática.

O curso de Direito da FSG busca ensinar aos futuros advogados o senso crítico e reflexivo, e a consciência política e social para compreender a realidade do país. Por isso, oferece meios para que os nossos alunos possam por em prática todo o conhecimento adquirido em sala de aula, seja por meio do Escritório Modelo de Advocacia Cidadã (EMAC) em convênio com a Justiça Federal ou do Intercâmbio de Sustentação Oral no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília.

Mas, não para por aí. Os nossos alunos agora podem, também, participar de duas ações legislativas, a partir de uma parceria firmada com a Câmara Municipal de Caxias do Sul. Confira:

1) Câmara Convida: trata-se de uma visita técnica, que está agendada para os dias 2 e 4 de abril, em que os alunos conhecem todos os setores do Parlamento que atuam no processo legislativo e participam da sessão onde os vereadores deliberam sobre os projetos de lei.

2) Jovem Parlamentar: nesta atividade o aluno atua como um parlamentar, participando de uma sessão, propondo um projeto e buscando sua aprovação. A sessão final ocorre no mês de setembro. Até lá, além das orientações e auxílio prestados pelos professores da FSG, que pode considerar a atividade como APS ou aproveita-la como horas complementares, o aluno pode receber o acompanhamento da assessoria de um vereador, que se interesse pelo projeto.

As informações mais detalhadas serão dadas no decorrer do semestre. A inscrição ocorrerá nos moldes do Programa, ou seja, diretamente na Câmara Municipal.

Segundo o Prof. Me. Fábio Scopel Vanin, coordenador do curso de Direito, “a importância da atividade consiste na possibilidade de o aluno aplicar na prática os conhecimentos técnicos que envolvem a construção de um projeto de lei, ter noção das suas fases de tramitação e exercer a argumentação e oratória para defender sua proposta, em um espaço diferenciando com é um parlamento. Ademais é uma forma de apresentar juridicamente ideias de relevância social, contribuindo com melhorias do governo e da sociedade”, afirma.