Quais são os benefícios da terapia ocupacional na saúde das mulheres?

A Terapia Ocupacional é uma profissão da área da saúde responsável por trabalhar a reabilitação humana focada nas ocupações. O objetivo é promover a autonomia de pessoas que, por razões específicas ou sociais, apresentam dificuldade de cumprir seus papéis ocupacionais na sociedade.

Mulheres que possuem um acometimento de saúde mental, motora ou cognitiva podem se beneficiar amplamente do tratamento com um terapeuta ocupacional. O trabalho do profissional é voltado a fazer a paciente entender quem ela é, aonde ela está, quais são os seus papéis na sociedade, o que ela poderia estar fazendo que não está e o porquê.

A coordenadora do curso de Terapia Ocupacional da FSG, professora Claudia Scolari, usa como exemplo uma mulher com depressão. “A pessoa com depressão tem o seu dia a dia e as suas ocupações alteradas. O terapeuta ocupacional vai propor atividades emprestando, inclusive, o próprio desejo e questões para que a pessoa tenha vontade de fazer as coisas e apropriar-se de sua vida. Durante o tratamento, é importante entender que utilidades a mulher deixou de realizar em função do estar doente e trabalhar nisso”, conta.

O atendimento do profissional pode se dar em um consultório, através de uma conversa, mas ele sempre será focado nas ocupações daquela mulher. “O terapeuta ocupacional não necessariamente fará atividades com a paciente. Seu principal objetivo é empoderá-la para realizar suas atividades diárias, mesmo ela tendo passado por uma situação que as altere”, acrescenta a professora.

Em alguns casos, o acompanhamento de um psicólogo é aconselhado para trabalhar a questão das marcas psicológicas do paciente, visando o seu desenvolvimento em conjunto com o terapeuta ocupacional.

O curso de Terapia Ocupacional da FSG está com as inscrições abertas. Para mais informações, clique aqui.