Recorde nas Pontes de Espaguete da FSG: 142 quilos

Que tal? Uma competição onde o objetivo é sustentar a maior quantidade de peso possível apenas com macarrão e um pouco de colas epóxi e resina. Esse é o Concurso de Pontes de Espaguete, tradicional em universidades do mundo inteiro e também realizado a cada semestre na FSG.

A competição envolve estudantes dos Cursos de Engenharia e Arquitetura e Urbanismo, que devem construir uma ponte, respeitando as normas internacionais do concurso. Neste ano, a obra vencedora suportou 142 quilos, o peso de uma moto de 300 cilindradas. É muita coisa, hein! As provas de resistência foram realizadas nesta quarta-feira, 08 de junho.

ponte_vencedora600px

Estrutura vencedora do Pontes de Espaguete suportou 142 quilos!

Como funciona a competição

Os estudantes devem confeccionar uma ponte apenas com espaguete, cola epóxi e resina, em formato de treliça (barras ligadas em nós). A ponte não pode ter mais de 1,1 metro de comprimento nem meio metro de altura e 20 centímetros de largura. Nas extremidades da ponte, são colocados tubos de PVC apenas para apoiar a engenharia nas mesas de apresentação. A estrutura toda não pode pesar mais do que 900 gramas.

Para verificar resistência da ponte são penduradas anilhas no centro da estrutura, por meio de um gancho metálico. Cada peso acrescentado deverá ser suportado por no mínimo 10 segundos até que a ponte se rompa completamente. A carga pendurada na ponte neste instante é a que vale para a competição.

espaguete600px2

Ao final da ruptura, a comissão organizadora também avalia os destroços da estrutura, para verificar se não há materiais não permitidos no interior dos componentes.

Resultados vêm avançando

Em sua quarta edição, o Concurso de Pontes de Espaguete da FSG vem revelando ótimos índices de suporte de peso, o que demonstra a capacidade efetiva dos estudantes em colocar em prática os conhecimentos de Engenharia e Arquitetura. Foram 34 projetos participantes.

A ponte vencedora deste ano, que suportou 142 quilos, foi edificada pelos estudantes Marcelo Paris, William Silva e Francisco Pezzin. A obra que ficou em segundo lugar resistiu a 122 quilos e a que ficou em terceiro atingiu a marca de 117 quilos. O resultado é recorde. No ano passado, a ponte que havia suportado mais peso rompeu aos 107 quilos.

espaguete600px

Leia também: Dez razões para cursar Engenharia na FSG